31 maio 2006

Alameda no Oceano Atlântico



Por uma vela, primeiro imaginada
Depois sentida

Vejo os dias do Atlântico
Descubro o azul em muitos azuis

Regresso ao cimo do tempo
Imaginando o vento que há.

(avanço para outra Alameda, parece-me bem acabar esta no último dia de Maio, agora que também mudaram os lugares e já não há Tejo, só Atlântico)

10 comentários:

outros temperos disse...

Oh não...

TR disse...

Não faça isso... nem visitas, nem nada?

POLYPHEMUS disse...

Mas se afinal há outra ...

Visitas com chá e bolinhos, claro;)

you know disse...

C'est si bon de partir n'importe ou


Je ne sais pas s'il en est de plus blonde,
Mais de plus belle, il n'en est pas pour moi.
Elle est vraiment toute la joie du monde.
Ma vie commence dès que je la vois
Et je fais "Oh !",
Et je fais "Ah !".

C'est si bon
De partir n'importe ou,
Bras dessus, bras dessous,
En chantant des chansons.
C'est si bon
De se dir' des mots doux,
Des petits rien du tout
Mais qui en disent long.

En voyant notre mine ravie
Les passants, dans la rue, nous envient.
C'est si bon
De guetter dans ses yeux
Un espoir merveilleux
Qui donne le frisson.
C'est si bon,
Ces petit's sensations.
Ça vaut mieux qu'un million,
Tell'ment, tell'ment c'est bon.

Vous devinez quel bonheur est le nôtre,
Et si je l'aim' vous comprenez pourquoi.
Elle m'enivre et je n'en veux pas d'autres
Car elle est tout's les femmes à la fois.
Ell' me fait : "Oh !". Ell' me fait : "Ah !".

C'est si bon
De pouvoir l'embrasser
Et pui de r'commencer
A la moindre occasion.
C'est si bon
De jouer du piano
Tout le long de son dos
Tandis que nous dansons.

C'est inouï ce qu'elle a pour séduire,
Sans parler de c'que je n'peux pas dire.
C'est si bon,
Quand j'la tiens dans mes bras,
De me dir'que tout ça
C'est à moi pour de bon.
C'est si bon,
Et si nous nous aimons,
Cherchez pas la raison :
C'est parc'que c'est si bon,
C'est parce que c'est si bon,
C'est parce que c'est si bon.

katraponga disse...

Não te esqueças é de dizer qual é a nova alameda, para poder pôr no GPS e ir lá ter. ;)

POLYPHEMUS disse...

A nova é parecida com a mãe e com a avó!

Abraços

n.y.n disse...

Quando as palavras nos tocam

como carícias feitas por mãos experientes ,

como um olhar de malícia ,

uma vontade de ferro ,

e um coração de mel ,

LER ,

pode transformar-se ,

numa experiência física inesquecível .





Aproveito por isso ,
para lhe agradecer os bons momentos que passei nesta Alameda ;

agradecimento, já rendido à Magia e ao Poder da terceira geração :)

Carla de Elsinore disse...

o meu bom amigo já parece os filmes do tubarão. risos. até à nova a alameda. ;-)

POLYPHEMUS disse...

não há 2 sem 3 (alamedas)

pvnam disse...

[mini-spam]

SEPARATISMO NA EUROPA

A Parasitagem Branca [a Maioria dos europeus] por um lado, SABE REIVINDICAR Pensões de Reforma... todavia... por outro lado, NÃO REIVINDICA uma Sociedade Sustentável --> uma Sociedade dotada da Capacidade de Renovação Demográfica.
De facto, a Parasitagem Branca pretende andar no Planeta a Curtir:
-1- abundância de mão-de-obra Servil...... APESAR DE... a Parasitagem Branca nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!!!
-2- a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma...... APESAR DE... a Parasitagem Branca nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!!!
Uma Observação: Procurando comer-nos por parvos, a Parasitagem Branca alterou a Lei da Nacionalidade. Consequentemente: "as pensões de reforma do pessoal não são pagas por estrangeiros..."


---> Combate a Ditadura da Parasitagem Branca (a Maioria dos europeus).
---> Reivindica o LEGÍTIMO Direito ao Separatismo -> 50%.
SEPARATISMO-50
[ A constituição de Espaços Reserva Natural de Povos Nativos ]



ADENDA:
--- O Multi-Culturalismo Local ( ao nível de cada cidade )... produz... um Mono-Culturalismo Global: TODAS ao cidades irão ser dominadas demograficamente pelos Povos( Raças ) de maior rendimento demográfico.
--- Pelo contrário, o Mono-Culturalismo Local ( a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos )... produz... um Multi-Culturalismo Global : TODOS os Povos Nativos ( inclusive os de menor rendimento demográfico... ) vão poder ter o SEU espaço no Planeta.