23 março 2008

Não ressuscitou


O mito instala-se cedo: os que acreditam em Deus, "vêem" uma figura idosa de barba branca longa, varrendo o mundo incansável e inexplicavelmente conseguindo estar e não estar ao mesmo tempo, falhar clamorosamente em quase tudo e acertar em pouco, sendo por isso reconhecido.


Que inveja: Eu humano quando falho não sou perdoado e quando acerto ninguem liga.
Se calhar ele existe mesmo, só para Me contrariar.

2 comentários:

Rosalba disse...

Love will tears apart, quando lançada inicialmente, não fez sucesso algum. Um mês depois, totalmente debilitado pela saúde fraca e pelo fim do casamento, Ian Curtis, o autor, matou-se. Ai sim, a música foi relançada e desta vez alcançou um enorme sucesso. Também no amor, só damos valor quando o perdemos, quando sentimos a sua falta. Às vezes não se trata de perdoar ou ser perdoado!

Margarida Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.