20 março 2008

O outro lado do iPod


A vizinha do lado, a segunda feira de manhã, as árvores debaixo da chuva.

É este mergulho n outro lado da vida da rua, com música a iluminar os cantos de todas as almas.

É olhar com outras cores, mesmo as mais carregadas de cinzento.

Hoje, na escuridão da Rua, o meu iPod branco

3 comentários:

Rosalba disse...

Omia praetereunt mortalia, praeter amore.

Aloc disse...

Amor omnia rectificat

Margarida Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.