01 fevereiro 2006

Do Not Go Gentle Into That Good Night


Do not go gentle into that good night,
Old age should burn and rave at close of day;
Rage, rage against the dying of the light.
Though wise men at their end know dark is right,
Because their words had forked no lightning they
Do not go gentle into that good night.
Good men, the last wave by, crying how bright
Their frail deeds might have danced in a green bay,
Rage, rage against the dying of the light.
Wild men who caught and sang the sun in flight,
And learn, too late, they grieved it on its way,
Do not go gentle into that good night.
Grave men, near death, who see with blinding sight
Blind eyes could blaze like meteors and be gay,
Rage, rage against the dying of the light.
And you, my father, there on that sad height,
Curse, bless, me now with your fierce tears, I pray.
Do not go gentle into that good night.
Rage, rage against the dying of the light.

Dylan Thomas (1914-1953)


6 comentários:

katraponga disse...

"Rage, rage against the dying of the light"

Apetece gritá-lo.

TR disse...

Parece um apelo quase excessivo...uma espécie de loucura que o faz oscilar...como se algo de muito doloroso o obrigasse a suportar-se a ele próprio... será que às vezes a vida é assim, isto é, será que a vida é, ou pode, ser quase insuportável?

katraponga disse...

A resistência da vida até ao último segundo. Este poema é de um simbolismo fora do comum. A melhor interpretação que dele vi foi um concerto em que o John Cale o musicou, uma raiva incontida ao exprimir a frase que referi.

POLYPHEMUS disse...

"Não entres tão depressa nessa noite escura", é o título do livro do A. Lobo Antunes, repare-se na "coincidência".

Elipse disse...

Às vezes a vida é quase insuportável, sim!
Sente-se este grito como se fosse nosso em dias em que a raiva nos retira a lucidez... ou no-la devolve mais clarividente...
Que sei eu de conceitos quando me perco inteira nas sensações sem as saber dizer a não ser com o lirismo das palavras.
Aqui ele di-las com o sentir certeiro de quem está (mais)acima.

Elipse disse...

... e, olha, deixei lá uma proposta para ti. (foi como fizeram comigo).
Se te apetecer, fala de coisas estranhas...