30 janeiro 2006

E se um dia eu te dissesse que os olhos não sustentam a alma?

Acendo mais um cigarro e olho para ela outra vez. As mãos volteiam furiosas, expele razões, argumenta com os lábios a tremer, o cabelo parece descair mais sobre a pele seca e tem um olhar hesitante. Não fala de mim, mas olha para mim. Não me conhece, mas olha-me entre outros desvairados olhares, está a quatro ou cinco metros de mim, fala para quem não vejo, de costas com um blusão preto com marcas propositadamente feitas na pele. Estou encostado ao bar contigo, pego no copo e encosto a minha face na tua face, sorrio e passo a mão pelos lábios. Tento conversar ao teu ouvido, abrindo caminho pelo ruido do bar, passo a lingua pelo teu pescoço, enquanto olho para ela. Retribui o olhar de novo, agora falando ao que me parece mais baixo. Imagino a cena de discussão a amenizar, mas subitamente o blusão mexe-se e vira-se de um ângulo que me permite ver-lhe a face. Levanta-se e caminha para nós, passa olhando de soslaio para ti, sorri e reconheço G. Abraçamo-nos.

9 comentários:

katraponga disse...

Malandro. ;)

POLYPHEMUS disse...

smart guy! ;)

TR disse...

estranhos cruzamentos que afinal podem não ser tão estranhos quanto se julga. A imprevisibilidade do olhar, que sustenta a alma sim. Os olhos são o fogo e o fumo, são denunciadores, embora possam ser também traidores... será por aqui?

MRF disse...

muitas vezes, sim, sustentam-na. ou a alma não é sempre mais perversa do que qualquer gesto ou expressão corporal?

MRF disse...

PS: lá nos comentários, ainda bem que "discordas". seria aborrecido o "avé avé". ;)

Elipse disse...

Costumam espelhar, dizem. Diz-se. Também existam espelhos baços e espelhos côncavos, que enrolam para dentro.
Nem os abraços espelham as almas.

POLYPHEMUS disse...

MRF, seria aborrecido, sem dúvida, mas é o coro que mais aborrece. E a mistura que começa no anti-aeroporto, depois passa para o anti-ota-mas-se-fosse-alcochete, segue para a costumeira lamúria dos hospitais e das escolas, a expo e o estádios (2 coisas radicalmente diferentes!)e (espanto!) termina com laudas ao Cavaco salvador da Ota. Eu percebo que as pessoas se sintam protegidas quando estão todas a bater para o mesmo lado, mas nota-se a falta de estofo para aguentar opiniões diferentes pelo resvalar para o insulto. Mas que fique claro que acho muito bem que tenhas aberto o debate.

jp disse...

:-)

Anónimo disse...

Keep up the good work
vardenafil Accutane conjunctivitis side effect internal flights usa http://www.cancer0.info/Canadianinternetandtelphoneserviceproviders.html car paint restore wax Discount cialis cialis cialis online discount cial Efficacy and safety of vardenafil Cabinet trim 1718 answering att machine Vardenafil hydrochloride prescriptoion medicine online Nipple t-shirt Snort phentermine